in

Crisântemos no Vaso: Como Plantar, Cuidados e Dicas!

Crisântemos no Vaso: Como Plantar, Cuidados e Dicas. Além disso, muitas pessoas gostam de Plantar Crisântemos em seus jardins, mas você também pode plantá-las em vasos.

Estas plantas podem prosperar quando envasadas e isto pode ser uma excelente maneira de protegê-las das geadas e outras condições severas de inverno. Plantar Crisântemos em vasos não é nada difícil, então mesmo jardineiros iniciantes podem fazer isso sem problemas.

Crisantemos no Vaso
Crisântemos no Vaso

Por que Crescer Crisântemos em Vasos?

Crisântemos ficam ótimos em pátios, terraços e varandas. Suas flores podem iluminar sua fachada e tornar sua casa mais colorida. Estas plantas também podem ser cultivadas dentro de casa, onde fornecem cor ao quarto.

Tenha em mente que essas plantas geralmente são cultivadas como anuais. Para crescer como perenes, você precisa ter uma variedade apropriada. Cultivá-los no solo só é possível com essas variedades específicas. Estes são resistentes ou semi-resistentes à geada.

Estas variedades têm flores pequenas ou médias. Para muitas outras variedades, você precisará Plantar Crisântemos em vasos. Eles simplesmente não serão capazes de sobreviver ao inverno de outra forma.

Se você mantê-los em vasos, você pode simplesmente levar os potes para dentro de casa quando as temperaturas ficarem muito baixas e a geada se desenvolver. Esta é de longe a principal razão pela qual as pessoas optam por Plantar Crisântemos como vasos de plantas.

Plantando Seus Crisântemos:

Os crisântemos são muito fáceis de cultivar, por isso mesmo os jardineiros iniciantes podem fazê-lo sem muitos problemas. Estas plantas não são exigentes quando se trata de condições do solo, por isso é muito fácil fazê-las prosperar.

Você deve começar plantando seu crisântemo em uma panela. Certifique-se de plantá-los na mesma profundidade do pote anterior. Certifique-se de que o solo esteja bem drenado e argiloso. Deve ter uma boa textura e aeração.

Você pode melhorar a qualidade e as condições do solo adicionando um pouco de composto ou outra matéria orgânica à mistura. Depois de plantar os crisântemos, certifique-se de regá-los generosamente por algumas semanas. Isso ajudará seus crisântemos a se estabelecerem bem.

Para obter os melhores resultados, posicione seus crisântemos em um local claro e ensolarado em sua casa, varanda, pátio, terraço ou outro lugar. Não importa se é interior ou exterior, desde que seja claro e ensolarado.

Ao posicionar os potes, certifique-se de não deixá-los muito confusos. Isso é ruim para os crisântemos, pois exigem um fluxo de ar adequado para crescer.

Cuidados com Crisântemos em Vasos:

Depois de ter plantado seus crisântemos, você precisa cuidar deles. Certifique-se de regá-los regularmente. Molhe assim o solo é mantido ligeiramente úmido mas nunca molhado. É importante que a panela tenha bons orifícios de drenagem para que suas plantas não fiquem na água.

Certifique-se de regar com frequência. Tenha em mente que os crisântemos têm um sistema radicular superficial, então eles secam muito rápido. É por isso que você precisa regá-los com frequência. Ao mesmo tempo, certifique-se de não regar em excesso: eles não devem se sentar na água.

É importante adicionar um pouco de fertilizante para promover raízes saudáveis e ajudar no desenvolvimento das gemas. O fertilizante fará uma planta mais vigorosa.

É vital adicionar fertilizante antes que os botões florais se formem. Você pode usar fertilizante de liberação lenta no início da estação de crescimento ou fertilizante líquido. Certifique-se de usar qualquer fertilizante de acordo com as instruções do fabricante.

Dicas Adicionais:

  • Sempre que você notar uma flor desbotada, remova-a. Certifique-se de fazer isso com cuidado. A remoção de flores desbotadas incentivará a planta a desenvolver mais flores.
  • Você deve sempre podar galhos mortos e folhas descoloridas.
  • Aperte seu crisântemo de vez em quando para estimular o crescimento das flores e tornar a planta mais bonita.
  • Os crisântemos são suscetíveis a certas doenças, como mofo cinzento, oídio e podridão radicular. Tenha isso em mente e monitore suas plantas para detectar possíveis mudanças.
  • Estas plantas podem ser vítimas de certas pragas, mais comumente mineiros de folhas e caules, pulgões, crisântemos, lagartas e vermes.
  • Monitore sua planta e trate qualquer infecção de praga em potencial imediatamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como Cultivar e Cuidar da Flor do Deserto em Vasos

Como Cultivar e Cuidar da Flor do Deserto em Vasos!

erva angelica

Cultivo da Angelica: 4 Dicas Para Planteio no Quintal!